sexta-feira, setembro 30, 2022
spot_img
HomeCulturas & ReligiõesSimpatiasBenzimento para fechar o corpo contra o mal

Benzimento para fechar o corpo contra o mal

image_pdfimage_print

Quem nunca buscou uma benzedeira ou um benzedor quando se sentiu com mal-estar? Esta é uma prática muito conhecida no Brasil, mas que infelizmente vem cada dia mais sendo menos utilizada. Com o objetivo de preservar práticas maravilhosas que vem deixando de existir, resolvi desenvolver esta matéria quando um grupo de pessoas me procurou pedindo conselhos sobre como deveriam se proteger durante a quaresma, logo lembrei de um benzimento que aprendi em uma das minhas viagens e este será o tema desta matéria.

Afinal pra que serve os benzimentos?

No misticismo popular brasileiro existe uma forte crença em que existem energias que andam para atrapalhar as pessoas, além de provocar situações de perigo que podem por em risco a vida de um indivíduo. E se você acha que isto somente é comum no Brasil, não é! Na cultura africana, por exemplo, os iorubás tem a forte crença que existem Ajoguns (forças extremamente negativas, que tem como objetivo causar doenças, acidentes, brigas e discórdias), no Egito Antigo também existia esta forte crença similar, assim como na Cultura Cigana, que passou com estas práticas por diversos países. Quando somos benzidos o nosso corpo espiritual e físico recebe energias que favorecem em diversos setores da vida, em sua boa parte estão sempre ligados a saúde.

Foto: Shutterstock

Em muitas práticas de benzimentos vemos fortemente a presença de ervas e plantas que tem energias que ajudam com os atos, o que iremos aprender utilizará uma planta bastante conhecida no Brasil, que até mesmo andando pelas ruas de alguns estados encontramos facilmente, a famosa Espada de São Jorge, planta verdeada, diferente daquelas com lâminas amarelas.

Fechando o corpo através de um benzimento eficaz

Para realizar este benzimento é necessário que não tenha tido relações sexuais, nem ter feito uso de bebidas alcoólicas e nem esteja de roupas escuras antes e durante a prática. Basta pedir licença aos espíritos, santos e deuses da natureza arrancar ou arrumar duas folhas de Espada de São Jorge e deve cruzá-las em formato de X estando fora de casa, de preferência na natureza e encostando as folhas no corpo seu ou da pessoa em formato de cruz, deverá recitar a seguinte reza:

Justo Juiz de Nazaré, Filho da Virgem Maria, que em Belém fostes nascido entre aS PERSEGUIÇÕES, eu vos peço, Senhor: pelo vosso sexto dia e pelo amor de meu Padim Ciço, que meu corpo não seja preso, nem ferido, nem morto, nem nas mãos da justiça envolto.

“Pax tecum! Pax tecum! Pax tecum!”

Cristo assim disse aos seus discípulos:

“Se os meus inimigos vierem para me prender, terão olhos, mas não verão!

Terão ouvidos, mas não ouvirão!

Terão bocas, mas não me falarão!”

Com as armas de São Jorge, serei armado;

com a espada de Abraão, serei coberto;

com o leite da Virgem Maria, serei borrifado;

na arca de Noé, serei arrecadado;

com a chave de São Pedro, serei fechado onde não me possam ver,

nem ferir, nem matar, nem o sangue do meu corpo possam tirar!

Também vos peço, Senhor, por aqueles Três Cálices Bentos, por aqueles Três Padres Revestidos, por aquelas Três Hóstias Consagradas que consagrastes ao terceiro dia, desde as portas de Belém até Jerusalém; e pelo meu Santo Juazeiro que, com prazer e alegria, eu seja também guardado de noite como também de dia, assim como andou Jesus no ventre da Virgem Maria.

Deus adiante, paz na guia!

Deus me dê a companhia que sempre deu à Virgem Maria, desde a Casa Santa de Belém até Jerusalém.

Deus é meu Pai; Nossa Senhora das Dores, minha Mãe!

Com as armas de São Jorge, serei armado;

com a espada de São Tiago, serei guardado para sempre!

Amém!”

Esta mesma reza poderá ser usada para realizar benzimentos em uma outra pessoa que não seja você, basta substituir as partes que diz sobre quem está rezando e colocar “que fulano fulano seja borrifado, na arca de Noé que fulano fulano…” E desta forma temos o devido aproveitamento de uma boa reza para uso próprio ou em prol de outros.

Bastante oportuno que após o benzimento, quebre as folhas em três, torcendo bem as folhas e diga: “Em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo, pelas forças da santíssima trindade eu quebro todos os males”. Quando for concluir a prática, deve jogar a planta na natureza, em um local onde deverá no término do trababalho ficar sem frequentar o local por vinte e um dias sem passar.

Este benzimento funciona?

A forma que ele é utilizado já foi ensinado para mais de dois mil aprendizes no curso voltado a benzimentos e ervas do Universo eCultura, todos tiveram excelentes resultados. A prática fica muito mais potente por usar uma planta que quebra feitiçarias, muito usada em defesas espirituais, mas devemos lembrar que é necessário a fé, comprometimento e merecimento de quem está sendo benzido e de quem benze ter o dom, ou será apenas um uso sem efeitos.

Qual é a origem desta receita?

Não se sabe ao certo, mas era muito utilizada por antigos bruxos. No nordeste brasileiro existe algumas famílias que benze utilizando esta mesma reza, porém eu acrescentei Espada de São Jorge para aumentar o poder de defesa.

SUGESTÕES DE LEITURA
+ AMOR E - ÓDIOspot_img

NOVIDADES

Open chat