quarta-feira, julho 17, 2024
spot_img
InícioCulturas & ReligiõesCultura IorubáEu gasto muito com rituais mas não saio do negativo?

Eu gasto muito com rituais mas não saio do negativo?

image_pdfimage_print

Rituais são uma das formas de utilizar a magia para atingir a parte espiritual, mas nem sempre tudo dependerá apenas de uma medicina religiosa. Você já parou para pensar que o Òrìṣà não vê valores no seu dinheiro? O que você gasta financeiramente não é algo de relevância para Òrìṣà, por isto a importância não se encontra no total de materiais utilizados e no maior número de dinheiro gasto, não funciona como moeda de troca a espiritualidade no conceito yorùbá (gasta mil pra receber dois mil).

• Texto – Awo Ifá Leké Eduardo Henrique

Foto da adolescência de Eduardo Henrique. Subindo um morro para realizar práticas religiosas.

Ifá nos ensina que os Òrìṣà e Olódùmarè costumam olhar para o nosso sacrifício, o esforço real para tentar melhorar, este mesmo ensinamento é perfeitamente aplicado aos casos de ẹbọ. Eu lembro de um acontecimento na minha adolescência em que o oráculo pediu para realizar uma entrega na natureza e chegando lá, era pra concluir rezando, e tudo que levei pesou muito, mas era necessário subir um morro muito alto para realizar esta entrega, fui literalmente andando e voltei da mesma forma. Naquele mesmo dia, deveria fazer um ritual numa encruzilhada, onde no final usei um banho que eu havia preparado. Quando deu o horário necessário, chegando no local, a cidade inteira teve queda de energia elétrica e começou a chover muito forte e me molhei todo tendo que tirar a camisa, havia raios e relâmpagos que iluminavam o céu, e mesmo assim, eu fiz tudo que o oráculo me pediu, entrei dentro do carro super molhado. No outro dia seguinte, aconteceu coisas maravilhosas na minha vida e ainda nem tinha concluído vinte e quatro horas. E sempre costumo ensinar para os meus aprendizes que seguir apenas o começo, não é a mesma coisa do que seguir por completo as orientações, muitas pessoas esperam demais para tomar a iniciativa e tem aquelas que mesmo com o conhecimento acabam não dando importância, só que o universo cobra a utilização da mensagem recebida espiritualmente. A purificação, não é apenas um gasto de dinheiro que resolverá, é a sua dedicação e o real desejo de querer mudanças.

Alguém que aderiu a falsidade, teve um comportamento inadequado e o pacto com o erro, não tem dinheiro gasto ou oferenda que irá tirar do negativo. O que realmente pode tirar do negativo se chama “seu esforço”, a dedicação em ser uma pessoa real, verdadeira e transparente… ẹbọ (sacrifício) está presente em TODAS as religiões e na real, é a forma que a espiritualidade nos mostra que não há melhora sem esforço, não se pode concretizar uma vitória sem sacrífico.

Nas igrejas católicas há práticas em que o religioso reza o terço durante horas e ainda deve jejuar. No budismo tibetano existe um ato que o praticante deve acender mais de cento e quarenta lamparinas e em cada uma deve recitar um mantra e não pode perder a concentração, deve ir até o término. Existe outras diversas formas adotadas por várias religiões e o valor não está no dinheiro gasto, mas na dedicação e os esforços, além da fé. Dinheiro é valor material, o que é de valor para espiritualidade é conduta e devoção.

É inevitável que uma pessoa que busca ter um bom comportamento por cinco dias e depois volta aos atos autodestrutivos, possui uma total tendência a viver negativo. Os seres humanos são criativos na espécie de caminho que querem percorrer, nada é perpétuo, tudo é evolutivo, nossas energias podem passar por variações constantes dependendo do que fazemos. Há muitos fatores que podem fazer um ritual manter você por mais tempo positivo, e o fato principal está ligado aos pensamentos e comportamentos. Tem pessoas que acabam se corrompendo e não entende que as nossas ações trazem respostas (consequências) e junto com elas virá a energia do que estamos cultivando. Não adianta fazer o que é certo apenas por um instante, precisa existir um foco, pois há pessoas que necessitam de maior cuidado e se não busca realmente querer, é difícil se manter positivo.

Lembre-se: quando praticamos as mesmas coisas que nos tornou negativo, podemos voltar a ficar. Sempre analise sua forma de vida, seus ciclos viciosos e como você se posiciona nas situações do seu cotidiano.

SUGESTÕES DE LEITURA
+ AMOR E - ÓDIOspot_img

NOVIDADES