domingo, dezembro 4, 2022
spot_img
HomeCulturas & ReligiõesMisticismoFiga de Guiné funciona? Talvez não seja como alguns imaginam

Figa de Guiné funciona? Talvez não seja como alguns imaginam

image_pdfimage_print

A figa é tipo de peça feita de madeira com alguns outros materiais, que tem a forma de uma mão, com o dedo polegar colocado entre o dedo indicador e o médio. Na crença popular ela ficou muito conhecida devido as recomendações para proteção e afastamento de inveja, além de ser utilizada para atrair boa sorte ao portador.

Na época do Brasil colonial, mulheres de descedência africana utilizavam acrescentando em seus vestuários o uso da figa como símbolo de proteção espiritual por influências das tradições européias trazidas pelos portugueses. A figa de guiné tem esse nome por conta da madeira utilizada para criação do amuleto. Alguns pesquisadores acreditam que este amuleto foi trazido para o Brasil por povos africanos de Guiné Bissau.

Antigas rezadeiras possui o costume de indicar uma figa de guiné para crianças que vem sofrendo constantemente de mau-olhado, o que costuma ser utilizado na roupa da criança de forma que não fique exposta para qualquer pessoa ver. No Candomblé brasileiro foi introduzido a figa em muitos terreiros (barracões) com o intuito de afastar invejas. Algumas pessoas costumam relatar que usava uma figa e perdeu não conseguindo achar novamente, casos como este, o ideal é não tentar encontrá-la porque é sinal que toda carga negativa foi absorvida e foi embora junto com ela. Os antigos sempre diziam que a melhor figa para uma boa sorte, é aquele que se ganha, não a que se compra.

FIGA AO REDOR DOS PAÍSES

Os europeus confeccionavam a figa do latim “ficus”, significando em português, figueira (árvore que simboliza o desejo humano), feita de pedaços do tronco desta árvore, por isso a chamavam de figa e a associavam ao ato sexual. A figueira sempre foi uma árvore muito misteriosa e que proporciona grande evolução espiritual, até o Buda tinha alcançado a iluminação de baixo de uma, segundo a crença.


Em italiano, a figa chama-se “manofico”, uma junção das palavras “mão” e “figo”- fruta que na cultura deles significava o órgão sexual feminino. Ainda para os italianos a figa também representa em sua forma, um pé de coelho, animal relacionado à fertilidade e abundância.
Na Turquia, o gesto de fazer figa projetando seu polegar entre o primeiro e o segundo dedo da mão, tem significado extremamente ofensivo, sendo considerado obsceno, por estar reproduzindo o ato sexual de forma desnecessária.

A figa envolve um dedo polegar penetrando entre outros dois, o que leva a uma compreensão ligada a penetração e fecundidade. Algumas famílias africanas associam diretamente com Èsù (uma divindade ligado a sexualidade), Orixá que estimula desejos e vontades. É possível a utilização dela em algumas tradições para confeccionar um Ógó (um bastão com cabaças).

A figueira é nativa das regiões áridas da Ásia e da África do Norte. Entre os caldeus e cananeus a figueira era tida como o símbolo da vida, fecundidade e proteção.
Na cultura dos mesopotâmicos (caldeus, cananeus, egípcios, persas, gregos e romanos), a figa era reconhecida como um poderoso talismã. Várias figas foram encontradas nos túmulos pré-romanos e nas escavações das cidades de Pompéia e Herculano, destruídas pelo vulcão Vesúvio.

O GRANDE ERRO QUE MUITOS NÃO PENSAM

Embora a figa de guiné seja maravilhosa, apenas comprar e utilizar não tem efeito nenhum, exceto o poder da crença pessoal do utilizador que muita das vezes acaba fazendo algo normal ter resultado. É importante o despertar das forças da natureza para que o objeto funcione e para isto, é viável o conhecimento presente durante a prática. Todos amuletos para sorte e proteção podem receber energias negativas e precisam constantemente passar por limpezas de energias para continuar funcionando e de forma positiva. Uma certa vez uma senhora me procurou e ela estava com uma figa de guiné há mais de cinco anos em sua porta, repleta de teias de aranha e eu expliquei que sem o devido cuidado, ao invés de ser algo positivo, se torna um atraso com energias paradas.

Figas numa bacia de ágats com ervas maceradas.

O JEITO CERTO VALE A PENA!

Existe várias formas de preparar uma figa de guiné, mas em todas elas, é essencial o banho de ervas de limpeza, como: guiné, arruda, alecrim e alfazema… Ervas que podem ser maceradas numa bacia de ágata ou vasilha e ser colocado a figa dentro por algumas horas, existe praticantes que costumam invocar uma divindade ou entidade para oferecer a figa.

Para quem pretende utilizar na porta da casa ou em janelas, poderá comprar palha da costa para amarrar a figa no local. Mas quando se trata de uma criança, sempre recomendamos que benza a criança usando a figa que esteja devidamente lavada (neste mesmo site, você encontra diversos benzimentos para utilizar junto com a figa, para fechamento de corpo e boa sorte). Algumas rezadeiras costumam indicar a utilização de água benta para lavá-la antes de colocar na criança, o que pode ser utilizado com uma fitinha vermelha ou com um pequeno alfinete que segura ela roupa da criança de forma que não esteja visível a qualquer pessoa.

Autor: Mestre Eduardo Henrique Costa.

SUGESTÕES DE LEITURA
+ AMOR E - ÓDIOspot_img

NOVIDADES